Mastigação e Emagrecimento

Atualmente com a rotina corrida, vimos em nossa prática clínica nossos pacientes não mastigando de maneira eficiente, sem prestar atenção no que realmente está ingerindo. E com isso vem sendo relacionado com o ganho de peso e má digestão.

A mastigação pode ser caracterizada pelo ato de morder, triturar e pasteurizar o alimento. É considerada a atividade mais importante do sistema estomatognático, pois corresponde à fase inicial do processo digestivo e tem como objetivo a degradação mecânica dos alimentos, reduzindo-os a um tamanho adequado para serem deglutidos e consequentemente proporcionar melhor digestibilidade.

O processo de mastigação é vital para um emagrecimento efetivo pois o processo da mastigação é fonte rica dos impulsos diversos que estimulam ainda mais o centro da saciedade.

Segundo o Guia da Alimentação Brasileira “O ato de comer e a comensalidade’’ traz 3 recomendações sobre mastigação que frisam o comer devagar, ter mastigação eficiente e apreciação dos sabores e texturas.

O contexto da mastigação é um tema abrangente e multidisciplinar que conta com dentistas, fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos.

Há estudos que mostram a relação de uma mastigação rápida e/ou ineficiente com a obesidade em pessoas que não apresentam problemas bucais, por outro há estudos que relacionam a falta de mastigação adequada devido à ausência parcial ou total de dentes, com problemas como a desnutrição.

Devemos considerar a mastigação com uma abordagem abrangente e multidisciplinar, com dentistas, fonoaudiólogos, nutricionistas e psicólogos.

Mas antes de colocar qualquer alimento em sua boca, lembrem-se dessas 5 dicas para melhorar sua mastigação:

  • Antes de iniciar suas refeições, procure estar em um ambiente tranquilo, livre de discussões e estresse.
  • Coloque em sua boca somente uma quantidade de alimento que consiga mastigar de forma confortável.
  • Evite refeições com a TV ligada ou ainda, ler jornais, falar ou se preocupar com mensagens no celular;
  • -Entre as garfadas, deixe os talheres sobre o prato e enquanto mastiga, concentre-se nos aromas e sabores.
  • Exercite a mastigação bilateral para a manutenção e equilíbrio oclusal (correta dinâmica entre as arcadas dentárias).

 

Referências:

Brasil. Ministério da Saúde. Guia alimentar para a população brasileira. 2 ed. Brasília: Ministério da Saúde; 2014; 156p. [acesso em 08 nov 2014]. Disponível em: http://nupensusp.wix.com/nupens#!novoguia-alimentar.

Douglas CR. Fisiologia aplicada à nutrição. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan; 2006.

.Angelis RC. Digestão e absorção de nutrientes. In: Dutra-de-Oliveira JE, Marchini JS. Ciências nutricionais. São Paulo: Sarvier; 1998. p. 3-17.

Bradley RM. Fisiologia oral básica: controle da ingestão de alimentos. São Paulo: Panamericana; 1981.

Cousson PY, Bessadet M, Nicolas E, Veyrune JL, Lesourd B, Las – sauzay C. Nutritional status, dietary intake and oral quality of life in elderly complete denture wearers. Gerodontology. 2012; 29: 685-692.

 

Dayanna Lara de Lima

Nutricionista- CRN 4-17100110

Cel: 96722-2054

 

*O texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete a opinião da empresa. O blog é aberto caso outro(a) profissional queira escrever um contraponto.

 

Deixe uma resposta