Estrias na musculação

Apesar de oferecer tantas vantagens, um dos receios das mulheres em aderir à musculação é acabar ficando com o corpo cheio de estrias. As estrias são um efeito colateral comum para quem está ganhando ou perdendo peso rapidamente. Isso ocorre devido ao aumento ou diminuição do volume corporal rapidamente, empurrando ou retraindo a pele e por predisposição genética. Quando a pele é esticada, ela fica fina e as fibras de colágeno e elastina que garantem sua sustentação se rompem. Podemos dizer então que as estrias são um alerta de que a pele se rompeu. Antes de tudo, o melhor mesmo é prevenir as estrias. Evitar uma dieta suja (com excesso de calorias) é o primeiro passo.

 É necessário também ter certeza de estar incluindo alimentos densos em nutrientes na dieta, mantendo equilíbrio adequado dos macro e micronutrientes. Com a recomendação de um nutricionista, você pode ficar mais seguro em seguir uma dieta ideal para seu objetivo e evitar efeitos colaterais. A qualidade da dieta define vitaminas e minerais que você precisa ingerir, pois a maioria deles auxiliam direta ou indiretamente na regeneração, proteção e elasticidade da pele. Usar um hidratante em regiões problemáticas pode evitar que novas estrias apareçam por conta de pele ressecada. Óleo de amêndoas é o mais famoso para “evitar” estrias, mas não é necessariamente o melhor (ou faz milagres).

 Grande parte das pessoas com problemas de obesidade ou efeito sanfona vão ter estrias em algum momento da vida, foque em sua qualidade de dieta com orientação do nutricionista esportivo. Isso lhe trará saúde e boa estética corporal, com percentual de gordura baixo. Na musculação o ganho é em massa magra e esta é muito mais densa que gordura, portanto bem menos volume e problemas com estrias.

 

Nutricionista esportivo – Rafael Soares CRN 16412

Instagram : rafaelsoaresnutri

Email: Rafaelsoaresnutri@gmail.com

Facebook – rafaelsoaresnutricionista

 

*O texto é de inteira responsabilidade do(a) autor(a) e não reflete a opinião da empresa. O blog é aberto caso outro(a) profissional queira escrever um contraponto.

Deixe uma resposta