Paciente de longa data, como lidar?

É muito comum o nutricionista, na ânsia de realizar o melhor atendimento com seu paciente, utilizar várias estratégias logo no primeiro atendimento, imaginando, assim, que colherá os melhores resultados e fidelizará o paciente.

À primeira vista, até faz sentido. Afinal, quem não quer ver seu paciente satisfeito com os resultados? Mas, apesar disso, é preciso ter bastante cautela e sensibilidade para perceber se este paciente está apto a absorver todas as informações recebidas e a praticá-las. Além disso, com o decorrer dos atendimentos, há uma grande chance de você esgotar as estratégias e, em determinado momento, não saber mais o que fazer com seu paciente.

Então, para que isso não ocorra, trace metas realistas junto a ele, veja o que é possível ser feito e o que terá que deixar para outro momento. Depois disso, veja que estratégias poderão ser feitas para se atingir as metas determinadas. Não precisa fazer a dieta perfeita, o nosso paciente precisa de um planejamento alimentar realista e que caiba na rotina dele. À medida que cada meta for atingida, o paciente ficará cada vez mais confiante no seu trabalho e na capacidade dele mesmo em conquistar seus objetivos. Dessa forma, ficará mais fácil para você seguir nas demais metas e traçar as próximas estratégias a serem executadas.

Renata Melo Sampaio

 Preceptora Clínica – Estácio
Nutricionista Clinica e Esportiva
Mestranda Nutrição e Saúde – UECE

Deixe uma resposta