6 passos para elaborar uma anamnese nutricional eficiente

O nutricionista é o principal ponto de apoio para mudanças de estilos de vida e alimentares. Por isso, é importante saber se posicionar e escolher as melhores estratégias para conhecer melhor seus pacientes.

Para ter todas as informações de forma completa e objetiva, confira alguns passos importantes para ajudar você a elaborar um modelo de anamnese nutricional e otimizar seu atendimento.

O que é?

A anamnese nutricional é uma ficha com todas as informações pertinentes de cada paciente. O conteúdo deve ser relevante para identificação de perfil fisiológico e suas particularidades que podem interferir diretamente no funcionamento metabólico.

O objetivo dessa ficha é que o nutricionista conheça seus pacientes a fundo, sem necessitar refazer questionamentos já feitos, não estendendo assim o tempo de consulta.

Dia a dia

Antes de propor qualquer cardápio, é conveniente que o nutricionista questione sobre o dia a dia do paciente. Os horários das refeições devem ser adequados a compromissos e tarefas diárias, havendo assim maior probabilidade de sucesso com o tratamento proposto.

Pode-se fazer anotações sobre possíveis refeições fora de casa e substituições de mesmo perfil nutricional.

Há algumas informações que podem ser determinantes para a montagem do cardápio, por isso, tente compreender com que frequência são feitas as compras, quem é responsável por tal tarefa e como criar ajustes para manter a alimentação o mais saudável possível.

A anamnese nutricional deve conter também os medicamentos e suplementação de consumo contínuo.

Histórico familiar

As informações pessoais são fundamentais para identificar doenças ou pré-existência dessas, mas o profissional deve perguntar e registrar também alguns dados referentes à família do paciente.

Conhecer sobre a hereditariedade pode contribuir para responder diversos questionamentos e ainda alertar sobre metabolismo e prevenção de diversas condições.

Patologias

Além de investir nas mudanças de estilo de vida para mudar as medidas, é imprescindível adotar hábitos saudáveis para melhor preservar o organismo e fortalecer o sistema imunológico, por isso, o nutricionista deve fazer perguntas básicas sobre a patologia de cada paciente.

Vale a pena ainda questionar se o paciente consome bebida alcoólica, fuma, ou sofre com algum tipo de intolerância alimentar.

As perguntas ainda podem se estender para saber se ocorrem dores de cabeça, enjoos, tonturas, fadigas, humor irregular, e muito mais, pois esses sintomas podem ser tratados ou reduzidos, durante o acompanhamento.

Lembre-se de registrar dados referentes a compulsões, diabetes, alterações gastrointestinais, disfunções neuroendócrinas, e muito mais.

Sono

Sabemos que os cuidados devem ser voltados para as mudanças na alimentação, mas o descanso é indispensável para que o metabolismo se comporte de forma positiva para a mudança de medidas. Dessa forma, o nutricionista deve perguntar quantas horas de descanso noturno os pacientes têm, então adequando a primeira e última refeição sem prejudicar a recuperação do estresse diário.

Avaliação antropométrica

Os resultados dos cardápios propostos podem ser notados por meio das mudanças de medidas, e essas devem ser identificadas durante a avaliação antropométrica. Ela deve ser feita periodicamente, e os resultados também devem ser registrados na anamnese nutricional, criando-se um histórico de medidas, assim permitindo a identificação da evolução física.

É importante lembrar que, ao adotar o uso de softwares para nutricionistas, os resultados dessas avaliações antropométricas podem ser visualizados de forma amigável, em gráficos.

Além da dieta

Podemos notar que a responsabilidade de um profissional de nutrição não é apenas prescrever dietas. A anamnese nutricional pode não só favorecer o controle de tempo de consultas, mas proporciona mais segurança para que o profissional se aproxime e conheça ainda mais os seus pacientes,mostrando que seu papel vai além das dietas, favorecendo para que a parceria resulte em mais confiança e resultados muito mais proveitosos.

Existem modelos de anamnese prontos na internet, inclusive da Dietbox! Conheça e comece a facilitar sua vida no consultório agora mesmo.

Gostou de saber como elaborar um modelo de anamnese nutricional? Assine nossa Newsletter e receba muitos outros conteúdos para impulsionar sua carreira!

Deixe uma resposta