8 motivos que podem estar fazendo seus pacientes irem embora

Você tem notado que alguns pacientes não têm mais voltado ao seu consultório de nutrição? A verdade é que não é raro perder clientes e sequer se dar conta dos motivos reais disso estar acontecendo. Muitas vezes colocamos a culpa na crise, na falta de tempo das pessoas ou na própria dificuldade que é a mudança dos hábitos alimentares e deixamos de olhar para dentro, de identificar a raiz do que está acontecendo. Como qualquer outro profissional, o nutricionista precisa fazer uma autoavaliação periódica, analisar a sua movimentação de pacientes e procurar descobrir erros e acertos. Apenas com um olhar honesto sobre suas próprias atitudes no consultório o profissional será capaz de reconhecer seus erros – e consertá-los. Veja aqui algumas dicas do que não deve ser feito e que pode estar ocasionando a perda de pacientes.

1. Deixar o paciente esperando

Às vezes acontece, o trânsito caótico complica o seu cronograma ou qualquer outro fator atrasa a sua chegada no consultório e aí é aquele efeito dominó: todas as consultas atrasam também. Mas como qualquer outra pessoa, o paciente também não gosta de esperar. Mesmo que seja raro você se atrasar, não esqueça de pedir desculpas. Se for comum então, além das desculpas, procure consertar seu esquema de atendimento porque os atrasos são um dos maiores motivos de evasão de pacientes. Por outro lado, tão ruim quanto chegar atraso é apressar a consulta para tirar a diferença. Jamais faça isso.

2. Não acreditar no que o paciente diz

Pode ser difícil ouvir praticamente as mesmas coisas todos os dias, mas ouvir o paciente com atenção não é preciso, é fundamental. Mesmo que o que ele diga não seja muito convincente – sintomas que não batem, cronologia errada etc. – procure direcionar a consulta para conseguir tirar o máximo possível de informações úteis, mas não o deixe perceber que não está acreditando nele ou desconfia do que ele diz. Jamais diga que ele está errado ou não sente o que diz sentir. Ouça-o de verdade, porque de alguma forma ele dará pistas do que está realmente acontecendo.

3. Estar pouco informado sobre a composição dos alimentos

Sim, os pacientes percebem quando você só sabe a que grupo o alimento pertence, mas não a sua composição nutricional – e quando isso acontece gera uma falta de segurança que já fará com que ele o veja com outros olhos. E ele está certo. Como nutricionista você tem que saber a composição de cada alimento que faz parte da dietoterapia para poder fazer a melhor combinação e obter o resultado esperado.

4. Ser muito técnico ou muito vago

O paciente espera informações precisas sobre o que está acontecendo com ele e como pode ser resolvido, por isso procure sempre transmitir essas informações em uma linguagem coloquial, que ele possa compreender, com a quantidade de detalhes suficiente para traçar um quadro claro do diagnóstico e do tratamento. Palavras difíceis, jargões e termos técnicos só o afastarão do seu consultório, assim como a falta de informação também.

5. Ignorar ou ficar irritado com perguntas

Hoje é fácil o paciente estar mais informado, já que o acesso à informação é muito maior graças à internet; por isso, você deve estar preparado para perguntas mais específicas e até mesmo desafiadoras. Não fique irritado nem ignore a pergunta. Lembre-se que se ele está lá é porque confia em você e essa confiança você não pode perder. Se não souber, diga que vai se inteirar melhor e que enviará a resposta por e-mail. E envie. Mas não o deixe sem uma resposta respeitosa.

6. Consultório sujo ou desarrumado

Você pode até ter dormido no seu consultório por algum motivo, mas o paciente não pode perceber isso. Lá é um lugar de saúde e higiene absolutas, por isso deve estar sempre impecável na limpeza e na arrumação. Cores claras e um ambiente clean passam ainda mais a sensação de higiene e dão mais credibilidade.

7. Recepção desequipada

O local de espera deve ser o mais confortável possível, mesmo que seja pequeno. Deve haver revistas atualizadas, wi-fi, TV a cabo, banheiro limpo, café fresquinho ou pelo menos uma água gelada. As cadeiras devem ser confortáveis e o ambiente refrigerado – a menos que haja muita luz e frescor naturais.

8. Recepcionista despreparada

Nada pior do que ser mal-atendido logo de cara. A recepcionista é o primeiro contato antes da consulta, ela deve ter boa aparência, se expressar bem, ser muito educada e preparada, com todas as informações e procedimentos na ponta da língua. Nunca contrate uma pessoa que não tenha postura, esteja sempre ao telefone ou não se interesse pelo serviço. Os clientes podem até aguentar uma ou duas vezes, mas provavelmente desistirão na terceira.

Prestando atenção nessas 8 dicas do que não deve ser feito no consultório, você tem muito mais chances de fidelizar seus clientes e consolidar cada vez mais seu nome na área da Nutrição.

Quer mais dicas para atender seus pacientes? Compartilhe conosco sua sugestão e logo responderemos!

Deixe uma resposta