5 formas de cortar gastos no consultório

Na atual situação da economia brasileira, economizar é uma necessidade. Tanto nas compras e contas pessoais quanto nos gastos do consultório! Para manter uma boa lucratividade no local de trabalho, é preciso descobrir maneiras de diminuir as despesas. Mas é preciso ter cuidado para não comprometer a qualidade do atendimento aos pacientes. Isso pode ser feito com algumas pequenas alterações na rotina do consultório. Veja algumas sugestões para isso:

5 dicas para diminuir os gastos no consultório

1. Troque as lâmpadas por modelos econômicos

Comece pelos pequenos gastos do consultório, como a conta de luz. Reduzir o valor pago nesta conta pode resultar em uma considerável economia no fim do ano. Para isso, avalie se o modelo de lâmpada utilizado é o mais econômico disponível. Caso não seja, substitua as luzes do consultório pela alternativa mais em conta. É preciso investir um pouco de dinheiro na troca de lâmpadas, mas a economia vale a pena.

2. Opte por formas alternativas de comunicação

Mais uma conta que pode ser reduzida é a de telefone. Muitas empresas já usam e-mails e mensagens de texto para se comunicar com os seus clientes. O mesmo vale para clínicas de estética e consultórios de nutricionistas. Em vez de ligar para confirmar o horário de uma consulta, por exemplo, sua secretária pode fazer isso por mensagem. Muitos pacientes até preferem esta forma de comunicação, já que não precisam parar o que estão fazendo para atender ao telefone.

Você também pode usar um software como o Dietbox para facilitar e economizar na comunicação com os pacientes. Entre as ferramentas disponibilizadas, a plataforma permite que o nutricionista troque mensagens instantâneas com o paciente. Além disso, o profissional pode usar o software para enviar atualizações do plano alimentar diretamente para o smartphone ou e-mail do paciente.

3. Invista em marketing digital

Que tal reforçar as ações de marketing digital? Esta é uma forma de divulgar seu consultório sem gastar muito. Você pode economizar na impressão de panfletos usando o e-mail para distribuir uma versão digital deles. Também pode usar as redes sociais, que são ferramentas eficientes em atrair novos pacientes e fidelizar antigos. Não pare de divulgar seu consultório, mas encontre maneiras alternativas (que podem ser até mais eficazes) para fazer isso.

4. Conscientize os funcionários

Para que a economia realmente surta efeito, é preciso contar com o apoio de todos os colaboradores. Fale com as pessoas que cuidam da limpeza, com as secretárias e com os outros profissionais que atendem no local: é importante que todos façam a sua parte. Desligar as luzes depois de sair de um ambiente e desligar e tirar aparelhos eletrônicos da tomada no fim do expediente são alguns exemplos de pequenas atitudes que contribuem para a redução de gastos.

5. Aumente o controle das despesas

Para economizar, é preciso saber para onde vai o dinheiro gasto. A melhor maneira de fazer isso é anotando cada despesa do consultório, por menor que ela seja. Assim, você consegue ter uma boa ideia de quais são os maiores gastos do consultório e consegue visualizar quais são as despesas que podem ser cortadas.

Conhece outras estratégias interessantes para cortar gastos sem prejudicar a qualidade do atendimento? Compartilhe nos comentários.

Deixe uma resposta