Especializações na área de Nutrição

Durante os 4 anos na faculdade de Nutrição, os alunos têm acesso a diferentes conhecimentos. Disciplinas como anatomia, higiene alimentar e avaliação nutricional são alguns exemplos de matérias que fazem parte do currículo do curso. Os nutricionistas saem da faculdade preparados para orientar pacientes que buscam uma alimentação mais equilibrada e saudável. Mas existem diversas áreas que podem ser seguidas pelo profissional e cada uma delas exige uma diferente especialização em Nutrição.

Quer aprofundar seus conhecimentos sobre a educação continuada e conhecer as principais tendências de estudo para o nutricionista? Confira os tópicos abaixo!

Quais são os principais tipos de especialização em alta no mercado?

Durante a especialização, o nutricionista deve aprofundar conhecimentos que o ajudem a atuar em sua área de interesse. Veja alguns campos promissores da Nutrição.

Personal diet

Essa é uma área que tem crescido nos últimos anos. O personal diet entra na rotina do cliente, ensina como devem ser feitas as compras para uma alimentação saudável, de que forma os produtos precisam ser guardados e como preparar refeições leves e nutritivas voltadas para a perda de peso, ganho de massa muscular ou outros objetivos.

É muito importante que o profissional tenha a capacitação adequada, porque só assim ele apresentará o conhecimento necessário em assuntos como gastronomia e administração.

Atendimento infantil

Outra possibilidade são os cursos voltados para quem busca se especializar em atendimento infantil. Nesse caso, o profissional deve aprofundar conhecimentos voltados à Nutrição pediátrica, às principais deficiências nutricionais na infância e à avaliação nutricional em crianças.

É importante que o nutricionista possa desenvolver planos alimentares específicos para pacientes com alergias, diabetes, doença celíaca, intolerância a lactose, ou outras condições, e tenha conhecimentos sobre a Nutrição desde a gestação, passando pela fase de recém-nascido, até chegar à infância.

Nutrição hospitalar

Também existem as especializações direcionadas para nutricionistas que pretendem trabalhar em hospitais. Nesse caso, os profissionais devem procurar pós-graduações voltadas para gestão da qualidade e controle da higiene dos alimentos servidos, além das estratégias para elaborar o plano alimentar necessário para a recuperação de pacientes em tratamento.

O papel do nutricionista está diretamente ligado à velocidade de recuperação, já que oferecer a alimentação errada a determinado paciente, pobre nos nutrientes necessários ou sem a restrição devida, aumenta o período de internação. O nutricionista atua em conjunto com médicos e demais membros da equipe de saúde para suprir as necessidades dos internados, inclusive em situações de alimentação intravenosa.

Nutrição ortomolecular

O nutricionista com especialização nessa área atua a partir da análise terapêutica da deficiência de nutrientes e das características genéticas do paciente. Com base nessas informações, é montado um cardápio com suplementação individualizada capaz de fornecer o que estiver em falta no organismo, de forma a prevenir e tratar doenças como anemia ou fenilcetonúria, por exemplo.

Na especialização, o nutricionista estudará farmacologia aplicada à Nutrição, distúrbios renais e hepáticos, radicais livres, imunonutrição, obesidade, disfunções endócrinas e doenças cardiovasculares, além de outras matérias específicas.

Nutrição esportiva

O papel do nutricionista esportivo é ser um consultor para os atletas. A alimentação está diretamente relacionada ao desempenho e, por isso, não pode ser negligenciada. É necessário montar um plano alimentar que equilibre a ingestão de proteínas, carboidratos e gorduras de acordo com os objetivos do paciente, ou seja, conforme sua modalidade de atuação no esporte.

No curso de especialização, o profissional aprenderá a considerar o tipo de atividade física, os nutrientes e os efeitos da metabolização para desenvolver os planos de alimentação a serem seguidos.

Nutrição aplicada à estética

Uma especialização em Nutrição em alta é a aplicada à estética. Por meio da alimentação, os pacientes conseguem potencializar resultados de atividades físicas e outros procedimentos ligados à aparência. Existem dietas voltadas para pessoas que querem lidar com a acne, o envelhecimento precoce, a celulite, a flacidez e outras características passíveis de serem alteradas por meio da alimentação.

Em um curso de especialização, o profissional vai aprender muito sobre macronutrientes, problemas cutâneos, fisiologia da pele e do intestino, alimentação funcional e muito mais.

Fitoterapia nutricional

No curso de especialização em Fitoterapia Nutricional, o profissional vai aprender sobre os efeitos das plantas medicinais na saúde do paciente. Aliadas à alimentação, as plantas oferecem tratamentos alternativos e muito buscados por pessoas que priorizam formas naturais de cura e acompanhamento nutricional.

Outras formas de estudar

Há ainda a opção de fazer um MBA na área. Se um nutricionista busca gerenciar uma equipe em um estabelecimento comercial, por exemplo, pode fazer um MBA em gestão de restaurantes voltada para a Nutrição. Disciplinas como marketing em alimentos e bebidas, organização financeira e gestão de cardápio dão ao profissional a base necessária para atuar no setor.

Também vale a pena considerar a possibilidade de escolher uma linha de pesquisa e estudar campos específicos da área durante um doutorado. O profissional pode escolher pesquisar assuntos como diagnóstico nutricional, comportamento alimentar ou Nutrição esportiva, por exemplo.

Por que é essencial fazer uma especialização em Nutrição?

São inúmeros os caminhos profissionais que podem ser seguidos por quem escolhe trabalhar com Nutrição, tais como:

  • atendimento infantil;
  • atendimento particular;
  • área esportiva;
  • gestão de restaurante;
  • promoção da educação alimentar;
  • controle de qualidade;
  • elaboração de cardápios.

Para garantir boas oportunidades na área pretendida e para ganhar reconhecimento e destaque no mercado de trabalho, é essencial que o nutricionista busque aumentar seus conhecimentos com cursos específicos.

Além disso, investir em uma boa especialização ajuda a manter o profissional atualizado nas novidades de sua área. O mercado é aquecido e está em franco crescimento, já que, cada vez mais, a alimentação saudável ganha papel de destaque nas vidas dos brasileiros.

Fazer uma pós-graduação, mestrado, MBA ou outros tipos de especialização em Nutrição é essencial tanto para profissionais recém-formados quanto para os que já atuam há mais tempo na área. Conforme mostramos, existem diferentes opções de cursos interessantes e muito valorizados pelo mercado. O tempo de duração varia de acordo com a modalidade escolhida, mas o retorno é garantido quando existe comprometimento do profissional e qualidade do corpo docente.

Gostou do texto sobre especializações na área de Nutrição? Então, nos siga nas redes sociais para ficar por dentro de todos os nossos conteúdos. Estamos no Facebook e Instagram.

5 pensamentos

  1. É indispensável uma especialização na área em que se pretende atuar, até porque a graduação só oferta o máximo do básico do temas de cada área, e a cada novo dia surge artigos, trabalhos de novos estudos e tudo vai se tornando quase que “antigo” pra atualidade.

Deixe uma resposta