Dicas valiosas sobre práticas de gestão financeira

Um dos aspectos mais importantes de uma empresa, sem dúvidas é o financeiro. Afinal, quem começa um empreendimento e não pretende lucrar com ele, não é mesmo? Entretanto, muitos consultórios padecem de um mesmo problema: a má gestão financeira. Como as vezes “sobra dinheiro no fim do mês” ou “deu para pagar as contas e ainda ficou um pouco”, gera-se um hábito de não cuidar propriamente das finanças, o que é prejudicial para a saúde do negócio. Para auxiliar um pouco acerca do tema, trouxemos dicas de práticas financeiras para dar um up na sua clínica.

Dicas de como fazer a gestão financeira de sua clínica

Procure se informar

É importante que o gestor procure entender sobre finanças. É um assunto sério e precisa ser controlado por uma pessoa que realmente entenda. Procurar na internet (artigos) e fazer cursos (SEBRAE, etc) podem ser de grande valor, devido à importância da parte financeira para o sucesso do empreendimento.

Conheça suas contas

Fazer uma análise das entradas e gastos é de suma importância para a gestão financeira. É preciso ser uma pessoa minuciosa, pois quanto mais detalhado for esse diagnóstico, mais completo será o plano de gestão das finanças da sua clínica.

Planeje com consciência

Elabore um plano de gestão financeira para sua clínica. A princípio não é uma tarefa simples, mas com o passar do tempo, ganhando experiência na prática, torna-se fácil. É preciso projetar gastos, fazer previsões de faturamento e também definir metas. Pois é, a definição de objetivos e metas norteia o negócio e estimula o crescimento do empreendimento. É preciso planejar-se para curto, médio e longo prazos.

Faça uma análise do seu sistema de gestão

Conferir a eficácia do sistema de gestão também irá ajudar a mensurar o crescimento do negócio, buscando sempre melhorar continuamente.

Utilize ferramentas de gestão simples

O uso de ferramentas como:

  •          Planilha de gastos (pode ser no Excel mesmo), com controle do que entra e do que sai no caixa, datas de certos pagamentos sinalizadas perto do vencimento, etc, ajudam bastante, ao menos inicialmente a implantar um sistema de gestão de finanças eficaz.
  •          O controle de fluxo de caixa também é uma excelente dica para quem quer ajeitar as finanças da clínica, visto que coloca despesas e receitas em uma linha do tempo que inclui até projeções futuras.
  •          Já o orçamento resume as intenções financeiras da gerência, sendo assim, um resumo dos planos de gestão de finanças da clínica.

Saiba segregar as contas pessoais das empresariais

O profissional deve estar ciente que suas retiradas monetárias devem ser feitas de maneira consciente e programada. É preciso definir seu pró-labore, suficiente para manter-se e pagar as contas e pensar como empresa. Isso é: esse dinheiro retirado deve ser visto também como uma despesa. Muitas donas de empresas falham nessa parte. É preciso ter maturidade também nesse aspecto.

Cogite procurar ajuda profissional

Contar com um software que ajude a gerir as economias do seu negócio pode ser uma excelente ideia. Contratar um serviço que, tenha diversos serviços relacionados ao seu trabalho especificamente, estreitando e facilitando a comunicação com o paciente e assim também ajudar a economizar com as rotinas e otimizá-las?

Gostou das dicas? Lembre-se de procurar por cursos e levar mais a sério a gestão financeira do seu negócio, sempre tendo em vista objetivos, metas e resultados. É uma boa ideia também utilizar as ferramentas de gerenciamento de finanças. Caso tenha se interessado pelo tema e deseja profissionalizar-se ainda mais, o Dietbox pode ajudar a dar um up no seu consultório! Confira mais sobre aqui: https://dietbox.me/

Deixe uma resposta